Páginas

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

IN-CEN-TI-VO!!!

Minhas anteninhas detectam a presença de mais uma crítica contra a sociedade e o governo. Mais uma teoria se formando.
Não é de hoje que as pessoas reclamam da juventude e mesmo do Brasil e do povo Brasileiro. Eu também, um monte.
Daí vem sempre um pra dizer. "Mas uma juventude que não pega um livro pra ler! Não lê um Machado de Assis, nunca leram Érico Veríssimo! Leitura obrigatória...".
Aí está o erro..."leitura obrigatória".
Primeiro Erro: O erro dos conceitos. Estudar o significado de algo que está sendo criado e como o determinado termo soa aos ouvidos de quem ouve deveria ser básico.
A raça humana é teimosa. Sempre foi e hoje é mais ainda!
Se mandarem um jovem ler alguma coisa, aí mesmo que ele não lê! Se for rodado por isso, demitido, aí sim...aí ele vai ler, mas ao custo de ignorar por completo uma obra que talvez ele tivesse gostado de ler se fosse.......TANAM!!!!.....incentivado a isso...
Fernando Veríssimo, Mário Quintana, Carlos de Andrade. Quem mais quiser citar aqui. Leitura obrigatória? Por que? Não leio nenhum, nunca li. Tanta gente ainda tem a coragem de dizer que eu escrevo bem, que sou um guri inteligente.
Eu deveria era estar em estado vegetativo na minha cama, pesquisei no Google por "escritores brasileiros" pra lembrar o nome desses caras...mas não era pra eu ter feito isso, não gosto dessa ideia de dizer "Mas eu faço assim...", é idiota, eu faço assim, os outros fazem de outro jeito, simples...péssimo exemplo esse de dizer o que eu faço ou deixo de fazer.

Mas voltando.[E AQUI EU DEVERIA TER ESCRITO, SEGUNDO ERRO, EU ACHO...]
Se quisermos um país culto, que lê, que estuda, que tem sabedoria e conhecimento. Devemos incentivar as crianças, desde bem pequenininhas, aos poucos, a encontrarem na leitura algo de interessante. Fazê-las notar "por si mesmas" que ler é legal. Porque é! É legal e é importante. Mas pra quem está acostumado, pra quem foi apresentado da maneira correta e, mesmo assim, pra quem tem inclinação a gostar. Só que inclinação se cria. Mas isso é um tópico pra outro post.
Ah, outra coisa. Seu velho. Sua velha. Velhos de espírito, parados no tempo que não sabem se adaptar ao meio. É a vocês que falo agora. Fiquem assim, não é nenhum problema. Mas não obriguem aos outros ficarem assim também.
Se o teu neto, filho, quem for, estiver lendo num quadradinho de plástico com uma tela esquisita e brilhosa...deixa...por favor...deixa...ele pode estar lendo teu ídolo, Monteiro Lobato, mas no IPod dele, ou outra coisa qualquer...se ele estiver na frente do PC, opa, desculpa, do computador, o dia inteiro, a noite, de madrugada...bem, diz pra ele que ele tem que dormir também...mas deixa ele ler. Ele pode estar estudando Programação, Eletrônica, Robótica, pode estar assistindo a um canal de televisão estrangeiro pra se acostuar com a língua inglesa, por exemplo.
Se tu não entendes como pode ser frutífero o uso de um computador na vida de uma pessoa, não usa, mas não condena quem usa...pelo amor de Eisten...e de Deus, se não vão me chamar de ateu...

Boa viagem...


[POSTADO EM 24/04/2010]

Nenhum comentário:

Postar um comentário