Páginas

domingo, 22 de janeiro de 2012

Adeus "Babi"

 Querida "Babi",

 Começo a alcançar a certeza de que nosso relacionamento está próximo do fim.
 Não que você tenha mudado, na verdade, é bem o contrário, você é a mesma...sempre foi...é impossível evoluir assim. É como querer mudar sem deixar de ser o que se é...é paradoxal!

 Eu...eu...

 Essa coisa de agressiva, essa competitividade com a qual encaras a realidade, sua visão fechada, só o egoísmo te move! Na verdade...na verdade nunca fomos nós...parece que foi sempre você e eu, nunca nós...está na hora de sermos um só, entende? É um passo na nossa evolução que precisa ser dado e você está tornando esse passo uma utopia bem aqui, na frente de nossos olhos...

 Seu jeito barulhento, todo espalhafatoso, vaidoso...qual a utilidade de toda essa propaganda? Pra que serve tudo isso...?

 Pois é...sempre a mesma resposta...sempre caímos nessa mesma resposta, não importa o que eu te pergunte, visses?

 "O ser humano é assim, é natural. Fazer o que?"

 Mudar!

 Eu sei, eu sei...eu também tenho minhas desarmonias, mas estou identificando-as e tornando-as obsoletas, mas você? Você está se tornando obsoleta...eu fico muito, muito triste mesmo de dizer isso, mas...é verdade...você não serve mais, "Babi"...

 Quer saber mesmo? Ok...sem problemas:

 Você me faz desapontar meus amigos e minha família com sua manipulação sem sentido, tentando sustentar algo insustentável, faz-me ser frio com eles, faz-me mentir...

 Você é competitiva e não coletiva, você é egoísta e não altruísta, você é manipuladora e não ouvinte, você é ineficiente!

 Uma acumuladora de bens, você desperdiça! Puxa vida, é tanta coisa sucateada pelos cantos, tanta matéria esperando pra se tornar produtiva, tanto conteúdo terrestre inutilizado em um canto, você é obsessiva!

 Por que você faz isso? Por que essa guerra diária, por que essa perda de tempo com vaidade, por que alimentar ilusões, perdendo tempo com coisas cuja única função é, exatamente, perder tempo?

 Não posso mais viver com você...estou indo embora...aliás, você vai embora! Você vai virar história...está decidido, a partir de hoje você deixa de vigorar na minha vida e eu farei de tudo pra que você suma definitivamente da vida de meus amigos, porque não se engane, eu sei que você os inferniza também...cada um desse planeta...todos nós nos tornamos vítimas de ti e agora é a hora de te transformar em história, passado, letras em um livro didático de uma escola da nova era filosófica da nossa espécie, o equilíbrio do Yin Yang aplicado a linha do tempo. o que é ruim vai pro passado, o bom fica no presente...mas e a variável "X'...a variável cinza que aparece quando se dá movimento ao nosso símbolo preto e branco?

 Essa é o futuro, é incerto, é produto da mistura do passado com o presente e não se pode saber o que virá, apenas imaginar, é nossa maior ferramenta afinal, não é?

 Amiga "Babilônia", sei que atendes por vários nomes, mas, esse, "Babilônia", tem uma força tão grande, explica tão bem, mesmo quem nunca ouviu antes deve entender, eu acho...capitalismo, socialismo, fascismo, budismo, catolicismo, positivismo...

SEGREGACIONISMO...

(...) seu tempo acabou! É hora de virar história, amigo...nossa onda agora é outra, "velho"...




 COLETIVISMO!
 COLETIVISMO!
 COLETIVISMO!
 COLETIVISMO!
 COLETIVISMO!
 COLETIVISMO!
 COLETIVISMO!
 COLETIVISMO!
 COLETIVISMO!
 COLETIVISMO!




 "Porque somos uma só nação e compartilhamos um só planeta!"







 COLETIVISMO!

Nenhum comentário:

Postar um comentário