Páginas

sábado, 13 de outubro de 2012

Estamos todos doentes



"Não é demonstração de saúde estar ajustado a uma sociedade profundamente doente..."











...uma sociedade onde vive-se preso às obrigações impostas em contratos de prestação de serviços, impedido de realizar as mais básicas vontades. Um aperto de mão, um abraço, dizer olho no olho o quanto se gosta de alguém...regras e mais regras econômicas nos privam dos mais simples gestos de amor e carinho de formas quase inimagináveis. Pense no que você gostaria de fazer com seu tempo. Pense nas coisas que você gosta de fazer quando está de folga ou férias. O que você vê? Esportes? Música? Estudos? Gosta de cozinhar as mais criativas e nutritivas receitas? Gostaria de que mais?

 Ora, não venha me dizer que tudo tem seu tempo, que devemos arcar com nossas obrigações. Nossa espécie não nasceu destinada a trabalhar em uma empresa qualquer, visando lucro e atendendo não humanos, mas clientes (humanos que podem pagar). Não venha me dizer isso, pois ossa única obrigação é mantêr-se vivo e nossos direitos são todos!


 Nasci aqui! Na Terra!!! Na mesma Terra que vocês!!! O natural? O natural é ter acesso a tudo que a espécie humana já criou!

 Esqueça a balela de escassez, livre comércio, obrigações, contratos, guerra! Ninguém depende disso, senão um sistema falido que deveria trabalhar para manter os humanos e, no entanto, invertemos os papéis: nós trabalhamos para manter o sistema...


 Nós temos conhecimento e recursos para que todos, eu disse todos, tenham "do bom e do melhor", o nosso único problema...



(...) estamos doentes...

2 comentários:

  1. Bom saber e é até um alívio descobrir que há mais pessoas que pensam como eu. Agora vamos ver se, conseguimos pelo menos deixar algo encaminhado para as próximas gerações antes dos corporativistas colocar a humanidade e o planeta em um caminho sem volta para a extinção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há muitos que assim o pensam!!! E penso que nós temos nossa parcela de responsabilidade, nossa parcela de poder e nossa parcela de ações práticas a realizar. Estou começando a idealizar alguns projetos para região de grande Floripa e a ideia é torná-los replicáveis para se espalharem pelo país e fora e formarem uma rede que pense em uma nova visão social para nossa espécie!

      Gostaria de trocar ideias sobre tais projetos, mas preciso de tempo para resolver alguns probleminhas pessoais imediatos.

      Mantemos contato?

      Excluir